Blog

  • 6 mitos e verdades da cirurgia plástica

    Cirurgia-plástica-estética-e-reparadora

     

    Existem muitos mitos e dúvidas sobre cirurgias plásticas. Para ajudar você, preparamos uma lista com seis afirmações comuns sobre o assunto, mas que nem sempre estão corretas. Confira:

    1. Fumantes tem uma cicatrização ruim
    Verdade. As substâncias presentes no cigarro alteram o funcionamento do corpo ocasionando maior dificuldade de cicatrização. Isso acontece, pois ao fumar a oxigenação que as células recebem pelo sangue diminui, dificultando a recuperação pós cirurgia. Além disso, existem outros riscos, como aumento do risco de trombose venosa, embolia e problemas no pulmão e coração.

    2. Qualquer pessoa pode fazer uma cirurgia plástica
    Mito. Para realizar uma cirurgia plástica é necessário que a pessoa esteja bem física e psicologicamente. Por exemplo, doenças como diabetes, hipertensão arterial e colesterol alto precisam estar controladas. O médico responsável pela cirurgia precisa avaliar o quadro do paciente, indicando ou não a realização do procedimento.

    3. O volume da área aspirada por uma lipo não volta ao normal
    Parcialmente verdade. Células adiposas (gordura), quando retiradas, não voltam a se formar, mantendo o volume conquistado pelo procedimento. Entretanto, outras células permanecem na região e caso haja ganho de peso o volume pode aumentar. Por isso é importante manter uma alimentação saudável aliada a prática de exercícios físicos.

    4. É necessário trocar próteses de silicone a cada dez anos
    Mito. Os atuais fabricantes de próteses de silicone dão um prazo de cerca de 20 anos para a troca e, em alguns casos, prazo indeterminado. A informação de que a troca é necessária a cada década se disseminou nos anos 80 e 90, pois havia essa necessidade devido a tecnologia utilizada na fabricação das próteses. O recomendado é que os pacientes acompanhem a evolução com seu médico para realizar uma avaliação.

    5. Mulheres com próteses de silicone não podem amamentar
    Mito. Como a prótese é colocada atrás da glândula mamária, a mulher não perde a capacidade de aleitar e não há risco na amamentação. Somente se a prótese for muito maior que a indicada para a paciente pode haver complicações.

    6. Não existe estação perfeita para fazer cirurgia plástica
    Verdade. Qualquer época do ano é propicia para a realização de uma cirurgia plástica, os processos de recuperação e cicatrização são os mesmos. Porém, alguns cuidados pós operatórios são mais fáceis de realizar em determinadas épocas do ano, como, por exemplo, evitar a exposição ao sol e o uso de cinta modeladora são mais fáceis durante o inverno. Pois, nesse período há menos horas de sol e a cinta pode causar desconforto em dias quentes.

    Ficou com alguma dúvida? Entre em contato pelo telefone (51) 3222-6939 ou pelo WhatsApp (51) 999-156-232 para agendar a sua consulta.