Blog

  • Bebidas alcoólicas e cirurgia plástica: pode?

    18165_840x576

     

    Com as festas de final de ano a ingestão de bebidas alcoólicas tende a aumentar. Entretanto, ingerir álcool antes ou depois de realizar uma cirurgia plástica não é uma boa ideia. Ele produz diversos efeitos no organismo que podem prejudicar o procedimento e a recuperação, saiba quais são os riscos.

    Antes
    A desidratação é uma das consequências da ingestão de álcool. Isso ocorre porque esta substância faz com que a pessoa urine mais vezes, eliminando os líquidos, deixando a pele mais sensível. Além disso, se consumido próximo da realização da cirurgia ele pode comprometer a anestesia, atrapalhando a realização do procedimento.

    Depois
    Os principais riscos de ingerir bebida alcoólica estão no pós operatório. Seu consumo dilata os vasos sanguíneos, aumentando o inchaço das regiões operadas. Em caso de Rinoplastia, é necessário ainda mais cuidado, pois a região do nariz é muito suscetível ao inchaço. Outro efeito do álcool é o afinamento do sangue, que pode gerar um maior sangramento e uma recuperação prolongada.

    A suscetibilidade à dor também pode ser outro problema enfrentado. Pacientes que ingerem álcool frequentemente, às vezes, acham que medicamentos para dor não estão fazendo efeito ou que ele está perdendo o efeito muito rápido.

    A interação medicamentosa da bebida também pode ser um risco ao paciente. Pois, além de retardar o efeito de alguns medicamentos, o álcool associado a dor e outros medicamentos pode se tornar perigoso para o organismo.

    Orientação
    Devido a essas consequências a recomendação é a abstenção de álcool nas duas semanas que antecedem e que sucedem a cirurgia plástica, embora este prazo possa variar de acordo com o procedimento. Por isso o mais importante é conversar com o seu médico para ter uma orientação adequada ao seu caso.