Blog

  • Simples passos para você se sentir bem com o seu corpo

    mulher-se-olhando-no-espelho

     

    Desejar ser mais magro, mais alto, ter mais seios, boca mais carnuda são vontades recorrentes em boa parte das pessoas. Achar que seria mais bonita se mudasse uma ou outra característica é uma sensação normal, entretanto quando isso vem junto com um sentimento de desvalorização e infelicidade se torna um problema.

    Recebemos diariamente imagens de pessoas com o “corpo perfeito”, a “beleza dos sonhos” e a “silhueta ideal”, justamente por isso, muitas vezes, é difícil manter a confiança. Porém a busca por uma perfeição estética leva a infelicidade, e a única coisa capaz de fazer você se sentir bem é amar o seu corpo.

    Aprender a fazer isso é um processo que atravessa toda a sua vida e é necessário até para se ter bons resultados nas cirurgias plásticas. Por isso, vamos apresentar alguns passos que podem levar você a uma nova relação com o seu corpo.

    1) A perfeição não existe
    Sabe todas aquelas pessoas com o corpo, o cabelo e o rosto perfeito? Bem, você pode ter certeza que nenhuma delas se sente perfeita. A insatisfação com a aparência é algo recorrente, pois nosso ideal de beleza é, muitas vezes, inatingível.

    Portanto é necessário compreender que não existe a perfeição. Entender que você não precisa ter o mesmo tipo de beleza de outras pessoas, que existem diferenças entre os corpos e precisamos enxergá-las com naturalidade. Assim, você dará o primeiro passo para amar seu próprio corpo.

    2) Seja você
    O “ideal”, o “padrão” de beleza vai variando conforme o tempo. Há alguns anos estava “na moda” bumbum avantajado, depois seios volumosos e mais recentemente a busca por uma silhueta definida. Portanto, você não deve olhar o seu corpo e buscar se encaixar nessas “tendências de corpo”.

    O importante é você compreender aquilo que faz você se sentir bem, seja em relação ao peso, cabelo, estilo, forma do corpo, etc. É buscar o seu próprio padrão de beleza, não aquele idealizado.

    3) Priorize a sua saúde
    É importante ressaltar que não estamos dizendo que mudanças não devem ser feitas e que você deve aceitar o seu corpo do jeito que ele é. Amar o seu corpo é você cuidar bem dele e buscar maneiras com que você se sinta bem.

    Isso inclui desde manter uma alimentação saudável, praticar exercícios físicos e até manter seus exames em dia. Ter um corpo saudável é essencial para qualquer pessoa.

    4) Compreenda o papel da cirurgia plástica e dos procedimentos estéticos
    Mesmo seguindo todas essas dicas sua insatisfação com alguma parte do seu corpo pode permanecer. As cirurgias plásticas e outros procedimentos estéticos existem para corrigir esses problemas.

    Muitas vezes alguma característica física chama a atenção de forma negativa, criando uma desproporção ou incomodo, podendo ser facilmente modificada com um destes procedimentos. Amar o seu corpo não quer dizer que você deva deixa-lo como está, mas sim compreender que este “defeito” é algo isolado. É compreender que você pode corrigir o que lhe incomoda no seu corpo, desde que suas expectativas sejam reais sobre os resultados que podem ser alcançados. É corrigir aquilo que vai deixar você se sentindo melhor, sem depender disso, exclusivamente, para alcançar a felicidade.