Blog

  • Tire todas as suas dúvidas sobre anestesia em cirurgias plásticas

    10-051502-what_she_s_thinking_after_your_one_night_stand

     

    Uma das maiores preocupações das pessoas que procuram realizar uma cirurgia plástica é em relação a anestesia. As principais dúvidas se referem a como elas funcionam e suas consequências. Pretendo esclarecer a maior parte delas ao longo do texto.

    Antes de explicar como funciona esse procedimento é preciso compreender como sentimos dor. Simplificadamente, quando alguma parte do nosso corpo está sendo submetida a algum tipo de estresse ou dano, nossos nervos sensitivos (que estão espelhados por todo o corpo) enviam um sinal. Ele passa através da medula espinhal para o cérebro alertando que algo está acontecendo. Isso faz com que um dos nossos mais importantes mecanismos de defesa seja ativado: a dor. É por causa dela que reagimos rapidamente ao colocar a mãe em uma superfície quente, por exemplo.

    Portanto, se desejamos bloquear esse estímulo precisamos atuar em algum dos três pontos que liberam essa sensação: os nervos, a medula ou o cérebro. É justamente onde as anestesias agem, sendo dividas em local, regional e geral.

    Todas essas modalidades têm como objetivo tirar a dor, mas dependendo do tipo de procedimento só isso não basta. Em procedimentos menores só cortar a sensação de dor é suficiente, sendo necessária apenas uma anestesia local. Mas no caso de cirurgias mais complexas é necessário que a musculatura não reaja e que o paciente tenha amnésia.

    1. Anestesia local
    É o procedimento mais comum e é utilizado para bloquear a dor em pequenas regiões do corpo. A anestesia local não precisa da presença de um anestesiologista para ser aplicada. A substância mais usada para esse tipo é a lidocaína, diretamente na pele e nos tecidos subcutâneos. Por essas características ela não é muito usada em procedimentos cirúrgicos.

    2. Anestesia local com sedação
    É o mesmo tipo de anestesia do tópico anterior associada a sedação – que precisa ser feita por um anestesista. É utilizada em cirurgias plásticas de blefaroplastia, aumento de mamas, otoplastia, etc.

    3. Anestesia regional
    Esse tipo de anestesia é utilizado em procedimentos menos complexos, normalmente quando o paciente pode ficar acordado durante o procedimento. Como o próprio nome diz, ela faz com que apenas uma determinada região do corpo fique anestesiada. Ela é dividida em dois tipos: a raquidiana e a peridural. É usada em cirurgias plásticas de abdominoplastia, lipoaspiração, dermolipectomia de coxas, implante de prótese de glúteo, panturrilha, entre outros.

    4. Raquidiana (ou raquianestesia)
    Nesse tipo de procedimento a substância anestésica é injetada dentro do líquido espinhal com uma agulha de pequeno calibre. Ele bloqueia os nervos que passam pela coluna lombar, fazendo com que estímulos dolorosos vindos dos membros inferiores e do abdômen não cheguem ao cérebro. Tem duração média de até 4 horas e permite a ação do cirurgião em toda a área anestesiada, sem necessidade de intubação do paciente para a respiração.

    5. Anestesia peridural
    A peridural é similar a raquidiana, porém ela é injetada através de um cateter na região peridural, que fica ao redor do canal espinhal. Como é feita através de um cateter o anestésico pode ser administrado constantemente durante o procedimento e no pós-operatório.

    Uma das diferenças do outro tipo de anestesia regional é que a quantidade de anestésicos administrados é menor. Pode ser utilizada para cirurgias de tórax, abdômen, braços e pernas.

    6. Anestesia geral
    Essa é a modalidade de anestesia utilizadas em cirurgias mais complexas e de grande porte. Nela o paciente fica inconsciente, impossibilitado de se mover e, muitas vezes, intubado e acoplado a um respirador artificial. Ela possui maior tempo de recuperação e não é muito usada em cirurgias plásticas. É realizada através de medicamento intravenosos ou gases inalatórios.

    Ficou com alguma dúvida sobre as anestesias? Deixe sua pergunta nos comentários!

    Se deseja saber mais sobre cirurgia plástica ou outros procedimentos, entre em contato pelo telefone (51) 3222-6939 ou pelo WhatsApp (51) 999-156-232.