Nutrição / Alimentação / Dieta Funcional

A dieta funcional, como o nome sugere, tem por objetivo melhorar funções vitais, processos metabólicos inerentes a vida. Fornecer substrato adequado qualitativo e quantitativo com base na individualidade bioquímica de cada indivíduo. “Não somos todos iguais, apresentamos inúmeras diferenças químicas em nível tanto estrutural quanto funcional, para obtermos o melhor de nós é fundamental nos conhecermos e só assim teremos acesso ao tratamento ideal”. A funcional realiza uma avaliação extremamente detalhada, analisa todo e qualquer sintoma apresentado pelo paciente, solicita exames bioquímicos, reconhece composição corporal via tomada de medidas, enfim, reúne o maior número de informações a respeito do indivíduo, confronta tais informações com o intuito de formar uma teia que responda, ao menos, aproxime ao máximo, o que de fato está acontecendo e como proceder em nível alimentar e demais condutas. De um modo geral, trata-se de um cardápio que supre carências, elimina excessos e intensifica bons hábitos à mesa. A dieta propõe também melhorar a qualidade do paladar, e em alguns casos resgatá-lo, já que a sensação gustativa com o tempo pode ser modificada pelos alimentos industrializados (aditivos químicos, corantes, substâncias que realçam o sabor, excesso de sódio, etc).